Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Palácio Piratini executa projeto de revitalização de pisos históricos aguardado há mais de duas décadas

-
Parte das obras deve ser concluída em dezembro. - Foto: Álvaro Bonadiman

Os espaços onde funcionam a Casa Civil e a Casa Militar, na ala governamental do Palácio Piratini, estão passando por obras para recuperação e recomposição dos pisos de madeira que originalmente faziam parte dos dois ambientes. Esperado há mais de 20 anos, o procedimento abrange uma área de quase 350 metros quadrados.  

Na Casa Militar, o assoalho foi removido completamente em 1999 devido à total degradação das peças de madeira, especialmente pela ação de cupins. Em virtude da falta de recursos e da dificuldade em se obter material adequado para a recomposição, o piso foi então substituído por tijolos, argamassa e uma estrutura provisória de madeira. Desde então, o local aguardava pela reforma, que agora está em plena execução. Com a obra, que deve ser concluída no próximo mês, o espaço voltará a contar com o piso de parquet, feito com madeira certificada, e respeitando os padrões geométricos registrados nas plantas originais do Palácio.  

Já na Casa Civil, o piso de madeira ainda se mantém, porém, por estar em mau estado, é atualmente coberto por um carpete. No local, está prevista a recomposição e restauração das peças de parquet e o reaproveitamento dos tacos originais que estiverem em condições de uso. A previsão é de que as obras no local estejam concluídas até maio de 2024.   

Ambas as intervenções fazem parte de um pacote de medidas nomeado de Borges, em alusão a Borges de Medeiros, governador que inaugurou o Palácio Piratini como sede do governo estadual em 1921, ocupando estas salas. A proposta foi elaborada por servidores do Departamento de Conservação e Memória do Palácio e é executada pelo Estúdio Sarasá 

Além da recomposição dos pisos, o projeto também já realizou, entre outras medidas, a climatização, a instalação de novas redes de elétrica e de lógica e  a restauração das cortinas de madeira das janelas nos dois espaços. Esses procedimentos têm como objetivo minimizar futuras intervenções e excluir os condicionadores de ar das fachadas, diminuindo as chances de descaracterização dos ambientes e de danos aos pisos 

De forma complementar, também está prevista a criação de um plano de manutenção e de uso das salas, que vai instituir a aplicação periódica de cupinicida e outras ações de conservação para assegurar a preservação dos dois espaços

Mais notícias

Fachada 1005

Prédio 1005 tem fachada e estrutura interna revitalizadas

O prédio da Secretaria da Casa Civil, localizado na Rua Duque de Caxias, número 1005, no Centro de Porto Alegre, vem recebendo melhorias realizadas com o propósito de requalificar a edificação histórica, que faz parte do Complexo Palácio Piratini. As...

Imagem tema do episódio foi registrada nos anos 2000. - Foto: Acervo Fotográfico e Audiovisual do Palácio Piratini/MuseCom - Colorida por IA

A série Retratos da História homenageia os povos indígenas

A presença e importância dos povos indígenas foram retratadas em mais um episódio da série Retratos da História. O episódio desta sexta-feira (19/4), data que celebra os povos originários, relembrou momentos em que lideranças indígenas estiveram...

-

Reforma do quarto pavimento do Palácio Piratini entra na reta final

O quarto andar da Ala Governamental, espaço de uso administrativo do Palácio Piratini, e ntrou na fase final de requalificação. E m andamento desde janeiro de 2023, a obra passa pelos últimos ajustes, que incluem tratamento de...

Palácio Piratini