Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Piratini abre as portas para exposição do MAC

Exposição Palácio Contemporâneo permanecerá até maio no local

51898506706 49fd2eb20a k
Governador Eduardo Leite e diretora do MAC Adriana Boff visitam a exposição. - Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

O Palácio Piratini, em parceria com o Museu de Arte Contemporânea, lançou ontem (22) a exposição Palácio Contemporâneo, que conta com mais de 30 obras do acervo do Museu e, também, peças feitas com exclusividade para o Piratini. A exposição faz parte da comemoração do Centenário do Piratini, em parceria com os 30 anos do MAC. 

O evento iniciou às 19h, e contou com a presença do Governador Eduardo Leite e de secretários, como a Secretária Especial da Cultura, Beatriz Araújo, a responsável inicial pela exposição, a diretora do Museu de Arte Contemporânea, Adriana Boff, e a Presidente da Associação de Amigos do MAC, Maria Fernanda de Lima Santin.

Palácio Contemporâneo 

Como parte da celebração do Centenário do Palácio Piratini, a Secretaria Especial da Cultura convocou os Museus de sua responsabilidade para participarem da comemoração. A secretária lembrou que um dos objetivos do Centenário do Palácio é abrir o local para a população e, também, a equiparação artística - como nas mostras Gaúcho: Para Além do Imaginário e Donas da História. “É uma mostra emblemática”, afirmou. O curador da exposição, Fábio Pimentel Baraldo, pontua que a ideia de celebrar os 100 anos de Palácio junto às três décadas do Museu busca unir o clássico e o contemporâneo, olhando para arte do passado mas também para a do futuro.

“Estamos celebrando o valor da cultura, é disso que se trata essa exposição”, diz o curador. 

Fábio conta que após um árduo exercício curatorial, 37 obras de 30 artistas foram selecionadas, número escolhido devido ao aniversário do museu.  Foram selecionados nomes consagrados que evocam a tradição da arte contemporânea gaúcha e brasileira, como Iberê Camargo e Carlos Vergara, com nomes mais novos e emergentes no cenário, como Paulo Corrêa e Xadalu. A curadoria teve a missão de selecionar obras que contemplassem diversidade e pluralidade, se centrando em três eixos: lutas, sonhos e territórios. São vertentes que olham para o centenário do Palácio Histórico e que, ao mesmo tempo, dialogam com os trinta anos do Museu. A jornalista e convidada do evento, Patrícia Pontalti, apontou que a diversidade de obras presentes nas paredes do Piratini se destaca, “são tantos olhares diferentes, tantos olhares transgressores, tantas camadas de visões diferentes sobre a cultura, sobre a arte, sobre a estética”, diz. 

Das obras selecionadas, 35 já integravam o acervo do MAC e duas, dos artistas Paulo Corrêa e Maria Tomaselli, foram dedicadas à sede do governo. O artista, Paulo Corrêa, esteve presente no evento e comentou sobre o processo de criação da obra, que iniciou com uma visita ao local e um estudo de cores do ambiente e da história da Sede do Executivo. O resultado foi a obra Resistência, exposta no segundo pavimento da Ala Governamental. Na pintura, estão presentes lanças dos Lanceiros Negros e rostos, como do Príncipe Custódio, Dandara, Oliveira Silveira e outros.  O artista aponta que seu objetivo foi trazer o negro para dentro do Palácio, porque

“ao olhar as pinturas do Palácio, não tem nada representando o negro”, comenta.

De acordo com Maria Fernanda de Lima Santin, a exposição vai de encontro com o movimento de conscientização e formação de opinião que a arte contemporânea proporciona. O papel da arte contemporânea é gerar provocações, chocar e fazer as pessoas mudarem o modo de pensar. “Essa diretoria tem o privilégio de acompanhar esse movimento, celebrando trinta anos de MAC, cem anos de Palácio, o que também coincide com os cem anos do modernismo brasileiro”, relata Maria Fernanda. Durante o evento, os convidados circularam pelas alas residencial e governamental e apreciaram as obras. A conexão entre o clássico e o contemporâneo foi o ponto que mais chamou a atenção de quem visitava o local e a valorização da arte contemporânea foi um ponto lembrado pelos convidados do evento, o historiador da arte e diretor da Casa de Cultura Mário Quintana comentou sobre o impacto de “ter um espaço nobre da cidade valorizando a arte contemporânea".

Com os 30 anos do MAC, o Museu inicia o projeto do seu novo espaço, que será localizado no quarto distrito de Porto Alegre. O objetivo dessa nova sede é criar um museu educativo e social, pensando em atender as demandas do território onde ele está localizado. Além do mais, com a chegada do aniversário do MAC, a catalogação do acervo do Museu, com a publicação do catálogo e do acervo digital da coleção, foi realizada. No dia 18 de março, dia do aniversário do Museu, acontece a exposição “MAC, trajetórias através do estado”, com curadoria de Gabriela Motta, instalada na Casa de Cultura Mario Quintana. Essa exposição irá percorrer seis cidades do interior do Rio Grande do Sul, levando a arte contemporânea para outras partes do estado. 

A exposição das obras na Ala Governamental  e Residencial permanecerá aberta para visitação até o mês de maio e está disponível no site do Piratini.

Texto: Ana Júlia Zanotto e Stéfani Fontanive

Mais notícias

DSC00015

Museu do Doce, em Pelotas, expõe obra do Palácio Piratini

Do dia 24 de maio até o final de setembro, o Museu do Doce, em Pelotas, expõe uma obra do acervo que já pertenceu ao Palácio Piratini. A pintura “ Alegoria, Sentimento e Espírito da Revolução Farroupilha”, de Helios Seelinger, foi enviada para a...

DSC07817

Cerca de mil pessoas visitaram o Palácio Piratini na Noite dos Museus

O Palácio Piratini participou pela primeira vez do evento Noite dos Museus, realizado em Porto Alegre no sábado (21/5), e recebeu aproximadamente mil pessoas. A intenção era apresentar a sede do Executivo gaúcho ao público. Os visitantes...

Fachada principal   GM (2) copiar

Postes históricos do complexo do Palácio Piratini são reinstalados

Nesta segunda-feira, 16, os postes históricos do passeio público do Palácio Piratini foram reinstalados. As peças haviam sido retiradas para restauração. Originalmente, o passeio público contava com quatro postes em ferro fundido e globos de...

Palácio Piratini